Escolha uma Página

Viagem pelas cidades produtoras de café em MG, servindo café espresso gratuitamente para a população.

O projeto Rause Café na Estrada não é simples e envolve vários passos. A primeira etapa é a escolha dos cafés. Diversas fazendas já enviaram suas amostras, que estão sendo analisadas pela classificadora Verônica Belchior – cientista de alimentos e Q-Grader, a maior certificação emitida pela SCAA (Specialty Coffee Association of America). Além da análise sensorial, outros quesitos importantes serão avaliados para a escolha dos doze cafés que serão torrados pelo coletivo curitibano 4Beans Coffee Co. Tamanho cuidado já é marca registrada do Rause, que renova constantemente a oferta de grãos em suas cafeterias. Quem conhece a casa sabe que tal característica é comum entre os proprietários Juca e Hida Lambros. “Uma das nossas premissas no Rause é não vender nenhum café após 40 dias de sua torra”, exemplifica o barista.

rause-cafe-na-estrada

Para a realização do Rause Café na Estrada outra parte importante é a arrecadação via crowdfunding (clique aqui para contribuir), método de financiamento de projetos bacanas onde os doadores são beneficiados direta ou indiretamente. “Escolhemos o crowdfunding porque é uma forma de sair da lógica tradicional de consumo. Quem doar vai ajudar a concretizar o projeto e ainda escolher um agrado”, explica Juca. Os valores finais de colaboração ainda não estão definidos, mas alguns pacotes de recompensas já são planejados, como cafés das fazendas visitadas, artigos para quem gosta do assunto, até um dia em umas das fazendas visitadas.

E enquanto Hida e a equipe do Rause mantêm as atividades em Curitiba, Juca começa sua jornada por Minas Gerais. A ideia é visitar pessoalmente cada fazenda escolhida. A equipe, caso o barista consiga contribuições e patrocínios suficientes, será formada por um barista, um fotógrafo e um cinegrafista. Eles irão registrar os aspectos geográficos, sociais além, é claro, dos pés de café e dos processos que geram os grãos mágicos de Minas Gerais. Por onde passar o Rause Café Na Estrada irá montar uma mini cafeteria, extraindo e distribuindo espressos para a comunidade local. “Servir café de qualidade nas cidades produtoras é um dos principais motivos da viagem”, afirma Juca. Parte das doações feitas pelo crowdfunding se transformará em cafés pendentes (espressos servidos gratuitamente) durante a viagem.

Por enquanto, o Rause está angariando apoiadores e patrocinadores, que podem ajudar em diversos pontos da viagem, como combustível, alimentação, estadia etc. O final de toda essa jornada será a Semana Internacional de Café, realizada em Belo Horizonte de 24 a 26 de agosto. Lá o Rause Café Na Estrada estará presente com toda a sua estrutura e além de fazer uma exposição das fotos da viagem, serão servidos espressos incríveis para os visitantes.

Confira o vídeo do projeto:

Related Post